O dinheiro impacta nossas vidas

February 15, 2019

 

O dinheiro é importante para diversas funcionalidades em nossas vidas, eles nutrem nossas ideias, alimentam sonhos, desejos, vontades, caprichos.

 

O dinheiro não é de todo ruim, ele pode ser honesto também igual seu usuário o qual fez de meios legais para possuí-lo. A razão para valorizar seu preço está acima de sua importância, talvez o valor dê tão somente para nutrir ao usuário e mais algumas pessoas, contudo fazem toda a diferença para suas subsistências.

 

Um cobrador que faça a recuperação de crédito representando uma empresa visita a um cliente com o intuito de negociar e firma um acordo para respeitar a bilateralidade perante as partes. O cliente pode aceitar ou recusar, possui livre iniciativa, do mesmo modo a empresa. O cobrador entende as necessidades do usuário tomador e da instituição que lhe paga seu salá-rio perante a contribuição de serviços. O que fazer? A negociação é o melhor remédio.

 

Um ativista de direitos humanos que representa uma ONG tem a responsabilidade sobre aqui-lo que representa e as pessoas que se sentem representadas por ele. Esse indivíduo deve ter a consciência que os atos que faz precisam ser medidos e direcionados corretamente para a causa. Uma ONG não sobrevive sozinha, ela precisa de parceiros que forneçam recursos para suas ações sociais. O dinheiro impacta esse meio e sua utilidade pode nutrir pessoas, animais e outras instituições que precisam de cuidados e carinho.

 

Uma família os quais possuem filhos, o dinheiro é importante para dar suporte a suas vidas. Ainda insisto na ideia, desculpe minha insistência: na disponibilidade de recursos, podem comprar uma moradia, transformá-la de lar e dizer que é sua; guardar recursos para a faculdade de seus filhos; investir para uma aposentadoria; enfim, o dinheiro tem todo o sentido quando feito de forma coerente e sensata, administrado, regulado, impacta a todos.

 

 

..................................................................
Sobre o autor
Thales Kroth é Palestrante na ODAC, Colunista em sites e blogs e Voluntário na ONG Parceiros Voluntários; com formação em Técnico em Contabilidade e Graduando em Administração e em Gestão Financeira pela Unisinos; gaúcho e solteiro.  

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now