A escrita expressiva como alívio emocional por Lane Lucena

June 13, 2018

 

As primeiras teorias de Josef Breuer  e Sigmund Freud, sugeriam que circunstâncias que impedissem as pessoas de revelarem experiências emocionais levavam a sintomas histéricos. Freud, sugeriu que poderia haver uma necessidade humana por algum tipo de catarse; um conceito filosófico que significa limpeza e purificação. Ele e Breuer, tiveram a ideia de que as pessoas falassem sobre seus pensamentos e emoções como forma de curar o sofrimento mental. Sua "cura pela fala" foi posteriormente incorporada em várias abordagens modernas da psicoterapia, conhecida pelo método de "associação livre". Apesar do trabalho de Freud e de vários psicólogos contemporâneos, muitos consideraram a abordagem de confessar um segredo ou um evento traumático, e que representasse a catarse, um tanto extrema e até radical. Por outro lado, outros, acharam um método novo e estimulante.

Com base no método da associação livre aplicado por meio da terapia psicanalítica, é importante entender que a escrita expressiva é algo bastante interessante e potencialmente benéfico e que deve ser explorado como ferramenta de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

A escrita expressiva é uma técnica em que as pessoas geralmente escrevem sobre uma experiência perturbadora de 15 a 20 minutos por dia durante três ou quatro dias. Em vários estudos, verificou-se que este exercício muito simples melhora a saúde física e mental das pessoas durante semanas, meses e até anos, quando comparado com indivíduos que escrevem sobre assuntos emocionalmente neutros. O método foi descrito pela primeira vez em um artigo científico em 1986, e desde então várias centenas de experimentos expressivos de escrita foram realizados.

Já sabemos que falar sobre nossos problemas pode ser bom para nós, e por essa razão, muitas vezes, temos a sensação de que isso causa-nos um alívio, passamos assim, a olhar para tudo de uma forma mais positiva. Também sabemos que, lamentar e reclamar de problemas quase nunca nos leva a lugar nenhum, ou até mesmo pioram ainda mais as coisas. Em outras palavras, nestes dias de forte disseminação sobre autoconhecimento, podemos nos apropriar da escrita expressiva de forma terapêutica.

 

 

Abraços,
Lane Lucena
...................................................................
Psicanalista Clínica, pós-graduada em comportamento organizacional e gestão de pessoas. Pós-graduanda em TEA - Transtorno do Espectro Autista. Especializações em psicopedagogia clínica e psicologia e saúde mental.

Coach de Escrita e Facilitadora de Práticas de Atenção Plena. Criadora do "Curso e da Coleção de Cadernos Terapêuticos EscrevArte - A arte de escrever - que utiliza o recurso da escrita expressiva e intuitiva como ferramenta de autoconhecimento.     

 

Acesse o  @portal.escrevarte  e conheça um universo de possibilidades por meio da escrita e suas várias formas.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now