Alimentando a alma por meio da gratidão por Juan O’Keeffe

June 6, 2018

 

Nossa vida é cheia de desejos. A todo momento queremos alguma coisa nova. Aí, tão logo conseguimos passamos a querer outra. É um ciclo interminável. A questão é que esse comportamento gera uma sensação de vazio. De que sempre tem algo faltando. Esquecemos do quanto já temos e que deve servir de grande motivo de felicidade. Essa compreensão surge quando começamos a praticar mais gratidão. 

 

Gratidão é justamente tomar consciência e se sentir contente pelas coisas boas que fazem parte da sua vida. 


A forma mais tradicional da gratidão é quando expressamos esse sentimento para alguém que nos ajudou de alguma forma. É o tradicional “muito obrigado” do dia a dia. Fundamental para o bom andamento das nossas relações. Mas há de se considerar que essa forma de agradecer muitas vezes é mais por educação do que por um verdadeiro sentimento de gratidão. Por isso, quando nos sentimos verdadeiramente gratos é interessante oferecer uma forma mais diferenciada de gratidão. Uma possibilidade, por exemplo, é escrever uma cartão de agradecimento ou oferecer um pequeno presente. Ou até mesmo um muito obrigado mais enfático e acalorado de forma que a pessoa realmente perceba o quanto você é grato por aquilo. 

 

O exercício da gratidão requer humildade para perceber e reconhecer as pessoas que contribuem para as suas conquistas. Uma prática de gratidão menos comum é aquela em que se faz uma reflexão interna sobre as coisas que são motivos de contentamento na vida. Nesse sentido você pode se sentir grato pelas mais diversas coisas. Pense agora apenas uma para começar. Algumas que podem surgir na mente são gratidão pela família, pelo amigos, pelo trabalho, pelo conforto da casa para morar e da comida para comer. Esses todos são motivos mais do que merecedores de sermos gratos.

 

Por outro lado, talvez a sua situação esteja difícil e você não tem um emprego por exemplo. Mas mesmo nesses momentos, por mais difícil que seja essa situação, certamente você pode fazer uma lista de coisas que você tem e são motivos de gratidão. Pode não ter o emprego, mas tem uma família para suportá-lo no momento difícil. Outras pessoas não tem. Pode não ter a família, mas tem saúde para ir em frente e batalhar. Outras não tem.

 

Seja como for, gratidão contribui para uma vida mental mais saudável. Gera energia positiva para o dia a dia. Ajuda a combater o stress e ansiedade. Praticando gratidão nos sentimos melhores e isso traz uma série de outras consequências positivas para a vida. Uma melhoria geral no bem-estar pessoal.  

 

Sobre o autor
Juan O’Keeffe é empreendedor, mestre em Administração de Empresas pela PUC-RS e escreve sobre desenvolvimento pessoal no blog: www.evolucaopessoal.com.br 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now